sábado, 26 de novembro de 2011

Ainda

ficar entre estrelas, galáxias, poeira cósmica e sistema solar
ainda é pouco para saber de que maneira eu me encontro no mundo
feito de pele, olhos, boca, coração, pensamento e saudade

ainda é pouco para sentir tudo o que perdi com o tempo
ou com a vida

ficar entre tantos continentes sonhos e palavras
é ainda pouco para o tanto que sou  em segredo

ficar entre  meu eu e teus mistérios
ainda é pouco para compreender o instante

aceitar  tocar  teu corpo para viver de ontem
de dúvida e de verdade para enganar o espelho

esquecer da ausência de mim mesmo e silenciar-me para escrever em  infinitos
ficar ao lado do mar para esperar que alguém me encontre

eu me procuro no mundo ainda
para dividir qualquer sonho


edemir fernandes bagon