quinta-feira, 19 de janeiro de 2012

Quando

Quando for o tempo
Quando for embora
Quando for a hora
Quando for ao templo

Quando for lá fora
Quando for aurora
Quando for nascer
Quando for morrer

Quando for maior
Quando for melhor
Quando for senhor
Quando for raiar

Quando for me amar
Quando for voltar
Quando for dizer
Quando for sofrer

Quando for cantar
Quando for sentir
Quando for fugir
Quando for entrar

Quando for o mar
Quando for o céu
Quando for mortal
Quando for amor

Quando for eterno
Quando for memória
Quando for história
Quando for matéria

Quando for singela
Quando for inglória
Quando for me olhar
Quando for seguir

Quando for partir
Quando for assim
Quando me quiser
Quando te disser
Quando eu sonhar.


Edemir Fernandes Bagon