terça-feira, 30 de outubro de 2012

Olhos de Deus



Esperar pelo instante
Livre e contraditório

Ver os contornos do mundo pela fechadura da porta
Rir com a inveja e conspirar contra a ressurreição da tirania

Talvez sejamos iguais aos olhos cerrados no escuro
e
Invisíveis

aos de Deus


Edemir Fernandes Bagon