quinta-feira, 4 de julho de 2013

Ontologias


Encontra a parte que te falta para ser ontologicamente inteiro. Eu compreendo o quanto isso é difícil. Afinal, a vida é tão cheia de lacunas e distanciamentos. São inúmeras as escolhas possíveis e, também, inimagináveis as possibilidades determinadas pela inconstância dos sonhos. No entanto, existem formas para ser pleno se compreenderes a importância de olhar sempre para as coisas vivificadas pelo instante. De tudo aquilo que tens sonhado, pensado e desejado, procura pelo instante tirado do tempo (e que te foi dado para sempre) como a última forma de existência. O que fica na memória de tua alma é o instante. O olhar, o toque, a virtude e o mistério vão assim compondo tua essência de maneira que todas as distâncias passem a ser vistas de todos os pontos do mundo. E, com efeito, a parte perdida outrora será novamente tua. Por entre as lacunas de toda a vida há caminhos. Todo destino é um apanhado de instantes encontrados.

Edemir Fernandes Bagon