sexta-feira, 6 de setembro de 2013

Genética

nasce por amar e
morre quando ama.


edemir fernandes bagon