Diadorim

olhar o mundo e ficar sem entender como as coisas existem 
sem metafísica 
sem explicação filosófica
sem razão nenhuma investigada 
sem amor inventado
sem palavras ou fotografias

vez em quando vem o fim - desapego do instante.

o silêncio é amargo 


edemir fernandes bagon



Postagens mais visitadas deste blog

Cantiga de Amigo do Século XXI

O discurso retórico na arte de Rugendas: um novo olhar