Sísifo

o presente sempre desmente o destino
de repente
o desconhecido amor inventa uma de suas histórias
e o caminho de pedras figura diante dos olhos
como um arco-íris



edemir fernandes bagon

Postagens mais visitadas deste blog

Cantiga de Amigo do Século XXI

O discurso retórico na arte de Rugendas: um novo olhar