sábado, 17 de março de 2012

Confidências

a vida é sempre  infância inventando palavras para dar sentido ao mundo
para existir em nomes esquecidos no tempo

não se compreende porque é mar
não se faz plena porque é  céu

ecoa no espírito dobrado

moinho à espera de vento.


edemir fernandes bagon