domingo, 10 de fevereiro de 2013

Coisas que a vida nos ensina



guarde uma fotografia de sua mãe para não esquecer que o sempre é finito
deixe um canto da casa para a chegada do amor
espere com sabedoria a inocência

não se iluda com a dor do arrependimento
erre quantas vezes puder para ter opinião sobre a mentira e a verdade
caminhe pelas calçadas do centro de qualquer cidade
para aprender o quão relativo é o chão que julga ser seu

demonstre seu amor por qualquer ser humano sem ressalvas ou mistérios
não tenha apreço por nada que seja feito para agradar apenas seu ego
olhe para frente
segure em sua mão toda criança
divida seu instante de alegria com os olhos daquele que precisa

confidencie alguns segredos
não tenha medo de entregar sua alma por isso, pois nada somos
tenha somente vontade de representar quando não existir mais público nenhum
seja apenas  o que sonha

não dê nada mais que aquilo que sente
ignore a justa medida da injustiça dos que julgam seus atos
porque as palavras podem desistir dos fins
mas a saudade, não



edemir fernandes bagon