quarta-feira, 6 de fevereiro de 2013

Passagem


Depois as folhas caem no quintal
E também a tinta da parede vai desaparecendo aos poucos
A poeira silenciosamente dorme sobre os móveis de casa
E o tempo na frente da janela sonha com o passado


Edemir Fernandes Bagon