quarta-feira, 29 de janeiro de 2014

Separação

Algumas horas depois, Viera telefonou para dizer que passaria em casa  a fim de "pegar as coisas que ficaram".
Estela ficava em silêncio, ouvindo apenas.
Silêncio que percorrera seu mundo.
Silêncio que chegara à porta dos fundos e que se estendia sobre os móveis e as roupas que ficaram.
Ela caminhou até a janela e, simplesmente, passou a olhar as coisas da rua da frente de sua vida.
Quis compreender.Quis aceitar o que não podia.
Quis esquecer para ser.


Edemir Fernandes Bagon


.