sábado, 9 de janeiro de 2016

Vira-mundo


A vida dos homens e os seus desencantos pela história dos outros
Um exército de solitários (em busca de si mesmo) invadindo uma fortaleza protegida nos campos de Deus

Hipocrisia sobre versos antigos delineiam os desejos viciados
Os ritos multiplicados em unidades expostas em martírio
Velhice dos olhos que vislumbram a cegueira dos egos

Restos deixados pelas guerras inventadas em nome dos santos
Cor de vingança nas mãos

Nenhuma palavra sábia será ouvida no barulho do silêncio


Edemir Fernandes Bagon