sábado, 18 de março de 2017

Atos



Perder?
Não se pode pensar a vida dessa forma.
Existem tantos caminhos.
Presente e futuro.
Há um pouco de solidão nos versos.

Sentir?
Seria uma maneira de compreender o universo.
Difícil aceitar a verdade do que somos.
Enganar a própria alma ou interpretar a si mesmo?

Bondade?
Viver num mundo de aparências sem aparência.
Retirar as cores de um quadro para simplesmente vir a ser moldura.

Silêncio?
O que existe para além das formas?
Sonhos?
Perfeição?
Mistério?
Farsa?

O sentido da vida é um conto inventado por Deus.


Edemir Fernandes Bagon