sexta-feira, 22 de janeiro de 2010

Formas

importa é a vida

ignorada a todo instante

cuja beleza não percebida
de algum modo é colocada
diante dos olhos dos homens e das mulheres 

na forma de mãe

               de avô segurando o neto
               de esperança do que vive em paixão
               de beijo em separado

estranhamente segregada

num grande desejo e com intenso medo

a vida não é senão outra coisa:  instantes.


move-se

enquanto ser

              como um corpo num passado 

                        mãos que tocam na areia
                        em cada despedida do mar

A vida sempre retorna depois de sentir saudade do mundo.




Edemir Fernandes Bagon