quinta-feira, 25 de novembro de 2010

Ferida



Escrevi num muro

A palavra amor
E a chuva apagou

Escrevi num muro
Novamente a palavra  amor
E alguém o pintou
Com uma cor estranha

Escrevi no muro
uma palavra de amor
com um canivete castanho

Pulei o muro
e me cortei.


Edemir Fernandes Bagon