quarta-feira, 17 de setembro de 2014

Ortodoxia

oleiro 
joio
trigo 
barcos
vento

árvore da traição
anjos da morte
paixões 


riquezas
roupas de linho e outros tecidos finos
traças e ferrugem
gritos de escravos
ervas do campo
palavras escritas nas estrelas

tempo de começar
pedras de moinho e corpo
abrigos perdidos no meio do deserto
fogo que se acende 
caminhos pelo céu
atravessar o rio de pedras

colheitas no outono
lugar para adoração dos teus olhos: alma 



edemir fernandes bagon